Livro completo "Chegou a Hora"

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

A Interpretação de Daniel 7





Leão - Primeiro Império Mundial
Babilônia - 605 a.C. até 539 a.C.


Assim como em Daniel 2 Babilônia aparece como o primeiro império mundial representado pela cabeça de ouro, aqui o leão representa babilônia, o primeiro império mundial.
As pessoas que visitam as ruínas de Babilônia, ainda hoje, podem ver figuras de leões em baixo relevo nos muros e paredes. Os deuses Marduk e Ishtar tinham com seu animal sagrado o leão e esta fera era utilizada em combinação com a águia, algumas vezes em leões com asas de águia. O leão representava o tempo no qual Daniel vivia.
O profeta Jeremias escreveu: “O rei da Babilônia... eis que, como sobe o leãozinho...” (Jeremias 50:43 e 44)





URSO = segundo império mundial
MEDO-PÉRSIA - 539 a.c. até 331 a.c.


Assim como na grande estátua os peitos e braços de prata simbolizavam o império Medo-Persa, aqui também o urso simboliza a medo-pérsia. O fato do urso estar mais alto em um de seus lados, indicava que um dos reinos teria mais poder (os Persas). E as três costelas na boca simbolizavam as terras conquistadas: Lídia (547 a.C.), Babilônia (539 a.C.) e Egito (525 a.C.).



LEOPARDO = terceiro império mundial
GRÉCIA - 331 a.c. até 168 a.c.


No sonho de Daniel 2 o ventre de cobre simbolizava o Império Grego e aqui o leopardo representa a grécia. Alexandre, o grande, conquistou o mundo com a rapidez de um leopardo, as asas indicam velocidade. Em 334 a.C. com 35.000 homens em cerca de 10 anos estabeleceu o maior reino que o oriente havia conhecido até então. Mas no auge de suas conquistas, Alexandre morreu. E em 301 a.C. seu império foi dividido entre seus quatro generais: Cassandro, Lisímaco, Seleuco e Ptolomeu. Nesta profecia esses generais foram simbolizados pelas quatro cabeças do leopardo.
Tudo isto foi previsto antes de acontecer. Daniel teve essa visão no ano 553 a.C. e tudo se cumpriu como predito.


ANIMAL TERRÍVEL E ESPANTOSO = quarto império mundial
ROMA - 168 a.c. até 476 d.c.

Na profecia de Daniel 2 as pernas de ferro da estátua simbolizavam o império romano, que aqui é representado por esse animal terrível e espantoso. Notem que o ferro aparece de novo nos dentes do animal. Esta besta terrível e espantosa representa o império romano. Foi um império muito cruel. Milhares de pessoas, incluindo o próprio Jesus e mais tarde seus seguidores, os cristãos, foram perseguidos e martirizados por seus governantes, os Césares.
Percebe como não há dificuldade em identificar estas quatro bestas (animais). As águas violentas de onde saíram estes animais também têm uma explicação bíblica. Apocalipse 17:5 afirma que águas, simbólicamente, significa “povos, multidões, nações e línguas”. E o fato de estarem em turbulência significa os conflitos que envolveriam as mudanças das nações.

10 CHIFRES: Em Daniel 2, os pés da estátua estavam dividos em parte de barro e parte de ferro, simbolizando o mundo dividido em nações. Algumas seriam fortes e algumas seriam fracas. E é incrível a precisão da profecia. O Império Romano se dividiu primeiramente em 10 reinos. E Daniel 7:24 diz que “os dez chifres correspondem a dez reis que levantarão daquele mesmo reino”.
Portanto os dez chifres representam os dez primeiros reinos em que foi dividido o império romano e formaram as nações da Europa ocidental estabelecidas em 476 d.c.: Visigodos, Ostrogodos, Vândalos, Borgundos, Lombardos, Anglo-saxões, Francos, Alamanos, Hérulos e Suevos.
Mas nesta profecia, existem mais detalhes sobre o que aconteceria (e de fato aconteceu). Entre estes dez chifres surgiu um chifre pequeno que ao surgir derrubou três chifres. Ou seja, surgiria um outro poder que ao surgir derrubaria três dos dez reinos. Este chifre pequeno também era diferente dos demais: “tinha olhos como de homem e uma boca que falava com insolência”.
O que simboliza este Chifre Pequeno??